0800-647-4003 | (66) 3402-3200 | (66) 9 9223-0101
Faculdade Cathedral - Barra do Garças - MT

Agronegócio – Em breve (Em processo de autorização)

  • Sobre o Curso

    Sobre o Curso

    O Curso Superior de Tecnologia em Gestão do Agronegócio foi estruturado para formar profissionais que viabilizem soluções tecnológicas competitivas para o desenvolvimento de negócios na agropecuária a partir do domínio dos processos de gestão e das cadeias produtivas do setor. Com prospecção de novos mercados, análise de viabilidade econômica, identificação de alternativas de captação de recursos, beneficiamento, logística e comercialização são atividades gerenciadas por este profissional. Desse modo, o curso se efetivará pedagogicamente para que o profissional do agronegócio esteja atento às novas tecnologias do setor rural, à qualidade e produtividade do negócio, definindo investimentos, insumos e serviços, visando à otimização da produção e o uso racional dos recursos.

    Dados do Curso

    GrauTecnológico
    Modalidade100% EaD
    RegimeSemestral
    Duraçãomínimo 5 semestres e máximo 10 semestres
    TurnoNSA
    Vagas1000 (levando em consideração os polos que serão abertos)
    AutorizaçãoEm andamento
    ReconhecimentoNSA
    TransformaçãoNSA
    Renovação de ReconhecimentoNSA

    Coordenação

    CoordenaçãoProf. Mestre Michel Saraiva Pacheco
  • Projeto Pedagógico

    Projeto Pedagógico do Curso

    1. O Projeto

    O projeto Pedagógico do Curso prevê uma organização curricular flexível, dinâmica e dialógica, de modo que estimule o desenvolvimento de conteúdos integradores e essenciais através de processos interdisciplinares. Além disso, o Projeto defende a formação do espírito empreendedor, inovador, transformador crítico e analítico, preparando os estudantes para a resolução dos problemas enfrentados na atuação profissional, sempre resultantes da evolução científica e tecnológica.

    2. Objetivo do Curso

    Formar um profissional empreendedor, gestor de agronegócios capacitado para atuar em diferentes áreas e níveis nas pequenas, médias e grandes organizações e empresas rurais, a fim de suprir a carência de mão-de-obra capacitada e especializada em uma região de franco desenvolvimento com enfoque para o agronegócio.

    3. Perfil do Profissional a ser Formado

    O Gestor de Agronegócio é o profissional que viabiliza soluções tecnológicas competitivas para o desenvolvimento de negócios na agropecuária a partir do domínio dos processos de gestão e das cadeias produtivas do setor. Prospecção de novos mercados, análise de viabilidade econômica, identificação de alternativas de captação de recursos, beneficiamento, logística e comercialização são atividades gerenciadas por este profissional. O profissional do agronegócio está atento às novas tecnologias do setor rural, à qualidade e produtividade do negócio, definindo investimentos, insumos e serviços, visando à otimização da produção e o uso racional dos recursos.

    Os egressos do curso deverão: saber planejar, projetar e executar empreendimentos voltados para o agronegócio; projetar mercados estratégicos para o agronegócio; analisar indicadores de mercado; aferir o desempenho da produção no agronegócio; analisar e controlar custos de produção do agronegócio; caracterizar e interpretar as diversas cadeias produtivas do agronegócio; planejar e executar a implantação de arranjos produtivos locais; gerenciar empresas/propriedades rurais; avaliar e emitir parecer técnico em sua área de formação; trabalhar na área do agronegócio, com capacidade contínua de identificação e criação de valores, compartilhamento de seus benefícios durante o processo de parceria entre a empresa/instituição e consumidor final.

    4. Campo de Atuação

    O egresso do curso poderá atuar nos seguintes campos profissionais: Cooperativas e Associações, Empresas Agropecuárias, Empresas de Comercialização de insumos e produtos agropecuários, Empresas de distribuição de produtos do agronegócio, Empresas de planejamento, desenvolvimento de projetos, assessoramento técnico e consultoria, Organizações não-governamentais, Órgãos públicos e Instituições de ensino, mediante formação requerida pela legislação vigente.

    5. Matriz Curricular do Curso

    Clique no link para download:

    Matriz Curricular - Gestão do Agronegócio

    6. Metodologia

    A metodologia adotada como estratégia de operacionalização do ensino para o cursos será o uso de webaulas gravadas; webconferências; Fóruns de discussão; Trabalhos em grupo; Estudo de textos teóricos; Pesquisas bibliográficas; Sistematização e esquematização de informações; Resolução de questões discursivas e de múltipla escolha, com abordagens de situações-problema; estudos de caso; simulações e interpretação de textos, imagens, gráficos e tabelas; produção escrita; elaboração de projetos, dentre outros disponibilizados no Ambiente Virtual de Aprendizagem – AVA.

  • NDE e Colegiado

    NDE e Colegiado de Curso

    NDE

    O Núcleo Docente Estruturante (NDE) é o órgão consultivo, composto por um grupo de docentes designados pela Direção da Instituição, com a finalidade de desenvolver, acompanhar a qualidade e avaliar periodicamente o Projeto Pedagógico do Curso, bem como auxiliar a Coordenação no acompanhamento da execução dos Planos de Ensino. Ao NDE cabe também conduzir os trabalhos de reestruturação curricular, para análise e posterior aprovação no Colegiado de Curso, sempre que necessário. O NDE do curso de Estética e Cosmética está regularmente constituído, em conformidade com as Diretrizes do MEC para essa finalidade, seguindo ao Parecer nº 4 e a Resolução nº 1, de 17.07.10, da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior – CONAES. O NDE do curso de Tecnologia em Estética e Cosmética da FACISA atua em consonância ao regulamento institucional aprovado pelo CONSEPE e resolução do CONAES

    Colegiado de Curso

    O Colegiado do Curso de Tecnologia em Estética e Cosmética da Cathedral, além de ser órgão de decisão maior na esfera do curso, assumirá o papel de articulador da formação acadêmica, sendo responsável pelo cumprimento da legislação pertinente ao curso. Além disso, irá acompanhar e monitorar, juntamente com a Coordenação e Núcleo Docente Estruturante, o processo ensino- aprendizagem no intuito de adequar as orientações para que a formação prevista no Projeto Pedagógico do Curso ocorra de forma plena, contribuindo para a inserção adequada do futuro profissional na sociedade e no mercado de trabalho.

    É um órgão de natureza deliberativa e normativa, ligado aos cursos, a quem caberá deliberar sobre assuntos específicos de ensino, extensão e iniciação científica. O Colegiado de Curso é composto, conforme o que preconiza o Regimento Geral, pelo Coordenador de Curso, por 3 (três) professores do curso, além da representação do corpo discente e reunir-se-á para discussão e reflexão sobre as diretrizes do curso, seu projeto pedagógico e seu funcionamento, bem como para análise de problemas e definições de providências.

    Esse órgão discute com a comunidade acadêmica o desenvolvimento da proposta pedagógica do curso e outras demandas relacionadas. A renovação do Colegiado do Curso em Estética e Cosmética ocorre periodicamente, em conformidade como Regimento Interno da Cathedral.

  • Atividades Práticas

    Atividades Práticas

    As atividades práticas do curso acontecerão conforme a necessidade da disciplina e a previsão no Plano de Ensino do professor supervisor. Estas atividades serão realizadas em espaços devidamente conveniados e o calendário e a carga-horária pertinentes a sua efetivação serão informados com antecedência aos alunos, de modo que se organizam para participar, aproveitando assim um excelente momento pedagógico de vivenciar e adquirir habilidades práticas em relação aos conteúdos estudados.

  • Atividades Complementares

    Atividades Complementares

    As Atividades Complementares têm o papel de elemento propulsor de flexibilização curricular, uma vez que não se resumem à mera reorganização de um conjunto de disciplinas, dando suporte para que o curso busque aproximação dos sujeitos às experiências nas diversas possibilidades de trajetos dentro das relações intra e inter-institucionais. Serão, pois, desenvolvidas durante a realização do curso, por meio da participação dos acadêmicos em projetos e atividades como: congressos, seminários, simpósios, encontros, palestras, exposições, cursos de curta ou longa duração, etc. Esse tipo de organização permite que o acadêmico, durante a integralização curricular de 100 (cem) horas em Atividades Complementares, interaja com a realidade e as mudanças na sua área de formação.

  • Eventos

    Eventos do Curso

    Não há eventos previstos, tendo em vista que o curso em fase de autorização e implantação.

  • Professores

    Relação dos Professores

    1º PERÍODOPROFESSORTUTOR
    Metodologia de Trabalhos AcadêmicosDra. Karine da Silva Peixoto
    http://lattes.cnpq.br/4839642995963797
    Esp. Elizângela Teixeira Longuinho Antiquera
    http://lattes.cnpq.br/1648643237537638
    Gestão da Produção Agrícola Me. Tanaka Lima Parreira Ribeiro
    http://lattes.cnpq.br/3285989104274237
    Esp. Joelson da Silva Neves Filho
    http://lattes.cnpq.br/4913483465518397
    Manejo e Conservação dos Solos Me. Tanaka Lima Parreira Ribeiro
    http://lattes.cnpq.br/3285989104274237
    Esp. Joelson da Silva Neves Filho
    http://lattes.cnpq.br/4913483465518397
    Comunicação EmpresarialDra. Luzia Maria de Morais Nogueira y Rocha
    http://lattes.cnpq.br/2887262065653316
    Esp. Fabiane Alves da Silva
    http://lattes.cnpq.br/5104386843311900
    Fundamentos de AdministraçãoMe. Cláudia Campos Leite Diello
    http://lattes.cnpq.br/0474463256192096
    Esp. Luciano Guimarães Parreira
    http://lattes.cnpq.br/2215190347025263
    Fundamentos do Agronegócio e Economia Rural Me. Tanaka Lima Parreira Ribeiro
    http://lattes.cnpq.br/3285989104274237
    Me. Michel Saraiva Pacheco
    http://lattes.cnpq.br/5846199644254050
    2º PERÍODOPROFESSORTUTOR
    Projeto de Integração Dirigida e InterdisciplinarMe. Pábio Rodrigues de Paula
    http://lattes.cnpq.br/8059648461946974
    Esp. Iniss Pozzobom Costa Mews
    http://lattes.cnpq.br/4860226613048815
    Fundamentos de Zootecnia Me. Michel Saraiva Pacheco
    http://lattes.cnpq.br/5846199644254050
    Es. Joelson da Silva Neves Filho
    http://lattes.cnpq.br/4913483465518397
    Análise de Cadeias Produtivas Me. Michel Saraiva Pacheco
    http://lattes.cnpq.br/5846199644254050
    Es. Joelson da Silva Neves Filho
    http://lattes.cnpq.br/4913483465518397
    Contabilidade BásicaMe. Luzia Ribeiro da Silva
    http://lattes.cnpq.br/8771722389317650
    Esp. Érica Santos Macedo
    http://lattes.cnpq.br/6992654742673943
    Gestão de PessoasEsp. Marcela Silvéria Araújo
    http://lattes.cnpq.br/8101489488713536
    Esp. Luciano Guimarães Parreira
    http://lattes.cnpq.br/2215190347025263
    Logística Me. Pábio Rodrigues de Paula
    http://lattes.cnpq.br/8059648461946974
    Esp. Luciano Guimarães Parreira
    http://lattes.cnpq.br/2215190347025263
Menu