0800-647-4003 | (66) 3402-3200 | (66) 9 9223-0101
Faculdade Cathedral - Barra do Garças - MT
  • Sobre o Curso

    Sobre o Curso

    [EM BREVE]

    Dados do Curso

    GrauSuperior Tecnológico
    RegimeSemestral
    Duração3 anos
    TurnoNoturno
    Vagas100
    Autorização Portaria nº 4.252/2004 - Autorização do curso de Agronegócio
    Reconhecimento Portaria nº 389/2007 - Reconhecimento do curso de Agronegócio
    Renovação de Reconhecimento Portaria nº 41/2014 - Renovação do Reconhecimento do curso de Agronegócio

    Coordenação

    CoordenadorProf. Esp. Paulo Emílio da Costa Bilego
  • Projeto Pedagógico

    Projeto Pedagógico do Curso

    1. O Projeto

    A implantação do Curso Superior de Tecnologia em Agronegócio resulta do compromisso da Faculdade Cathedral em atender uma demanda crescente de mão de obra capacitada e qualificada na região do Vale do Araguaia.

    2. Objetivo do Curso

    Formar profissional de agronegócio capacitado para atuar em diferentes áreas e níveis nas organizações e empresas rurais e suprir a carência de mão de obra capacitada e especializada em uma região de franco desenvolvimento.

    3. Perfil do Profissional a ser Formado

    O tecnólogo em Agronegócio é o profissional que viabiliza soluções tecnológicas competitivas para o desenvolvimento de negócios na agropecuária a partir do domínio dos processos de gestão e das cadeias produtivas do setor.

    4. Campo de Atuação

    O profissional de agronegócio lida com as diversas etapas do mundo da agricultura e da agropecuária. Assim, ele pode atuar em diversas áreas, como engenharia rural, engenharia florestal, agricultura, ciências do solo, zootecnia, construções rurais, agrimensura, máquinas agrícolas, irrigação e drenagem, culturas e seu manejo, solos, adubação, nutrição de plantas, dentre outras possibilidades de trabalho.

    5. Matriz Curricular do Curso

    Clique no link para download:

    Faculdade Cathedral - Matriz-Curricular - Agronegócio (PDF)

    6. Metodologia

    Metodologia é o caminho, os instrumentos usados pelo professor para mediar o processo de aprendizagem, requerendo deste, além do domínio de um saber historicamente acumulado em sua área de formação, o desenvolvimento de um conjunto de habilidades e competências específicas para ensinar esse mesmo conteúdo.

  • NDE e Colegiado

    NDE e Colegiado de Curso

    NDE

    O Núcleo Docente Estruturante (NDE) é o órgão consultivo, composto por um grupo de docentes designados pela Direção da Instituição, com a finalidade de desenvolver, acompanhar a qualidade e avaliar o Projeto Pedagógico do Curso, bem como auxiliar a Coordenação no acompanhamento da execução dos Planos de Ensino. Ao NDE cabe também conduzir os trabalhos de reestruturação curricular, para análise e posterior aprovação no Colegiado de Curso, sempre que necessário.

    Colegiado de Curso

    O Colegiado do Curso de Tecnologia em Agronegócio da Faculdade Cathedral, além de ser órgão de decisão maior na esfera do curso, assumirá o papel de articulador da formação acadêmica, sendo responsável pelo cumprimento da legislação pertinente ao curso. É um órgão de natureza deliberativa e normativa, ligado aos cursos, a quem caberá deliberar sobre assuntos específicos de ensino, extensão e iniciação científica.

  • Projeto Integrador

    Projeto Integrador

    O Curso Superior de Tecnologia em Agronegócio da Faculdade Cathedral oportuniza ao graduando uma sólida formação técnica e científica, aliada a uma postura reflexiva e visão crítica que fomente a capacidade de trabalho em equipe, favorecendo a aptidão para a aprendizagem autônoma e dinâmica, além da qualificação para o trabalho e o desenvolvimento da cidadania. O Projeto Integrador tem por objetivo a integração dos conhecimentos nas áreas específicas do curso bem como a ambientação do discente na prática das organizações proporcionando, dessa forma, o aprofundamento da relação teoria e prática. Desse modo, o Projeto Integrador, já realizado pelos acadêmicos transformou-se em uma prática institucionalizada que visa possibilitar ao aluno uma visão integrada dos conhecimentos

  • Atividades Complementares

    Atividades Complementares

    São consideradas como Atividades Complementares a participação em congressos, simpósios, jornadas, seminários, encontros, conferências, palestras, mostras, viagens e visitas técnicas, estágios não curriculares, projetos de iniciação científica, projetos de extensão monitorias, atuação em empresas juniores, projetos multidisciplinares, ações de empreendedorismo, fóruns de discussões virtuais, chat, teleconferências, videoconferências, serviços voluntários em áreas afins e de outras atividades, presenciais ou a distância, definidas pela Coordenação de Atividades Complementares com regimento próprio. As 150 horas requeridas para conclusão do curso distribuem-se em 4 modalidades:

    • Ensino – até 70 horas;
    • Pesquisa – até 40 horas;
    • Extensão – até 70 horas;
    • Representação Estudantil – até 40 horas.
  • Eventos

    Eventos do Curso

    A visita técnica a Fazenda 3 Barras têm por objetivo oferecer aos acadêmicos do curso de agronegócios oportunidade de conhecer na pratica os segmentos produtivos do agronegócio, principalmente cultura da soja e raças leiteiras exploradas comercialmente.

  • Professores

    Relação dos Professores

    PROFESSORTITULAÇÃO
    Soraya Oliveira de Sousa Mestre
    Camilo Sávio Tavares Lopes Especialista
    Cleber Matias de AndradeEspecialista
    Helen Cristina Estanislau BourguignonEspecialista
    Jefferson Costa de SouzaMestre
    Lauro Luis Petrazzini Doutor
    Lindinalva Lopes Rocha Nunes Especialista
    Marlene Firmino DouradoEspecialista
    Paulo Emílio da Costa BilegoEspecialista
    Tanaka Lima Parreira RibeiroMestre
    Washington Luiz AmbrósioEspecialista
    Joelson da Silva Neves Filho Especialista
Menu